6074_b_s2_indsat_970x250 (1).jpg
  • INDSAT

Perugini “entrega” Hortolândia no melhor momento de seu governo

Município apresentava forte evolução em todos os setores públicos no final de 2020


HOMENAGEM - 4º TRIMESTRE DE 2020

Perugini deixa o Planeta Terra em seu melhor momento como prefeito. No instante que mais brilhava.

Faleceu hoje, dia 1º de abril, aos 65 anos, o prefeito de Hortolândia, Ângelo Perugini (PSD) em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. Ele entrega a Administração de seu município no melhor momento do seu quarto mandato como prefeito.

Professor da Rede Estadual de Ensino, como ele insistia em ser lembrado, Perugini fez história em Hortolândia. Entusiasta da emancipação do município em 1991, quando ainda era vereador em Sumaré, cidade da qual Hortolândia fazia parte, Perugini foi vice-prefeito de 1997 a 2000, retornou à prefeitura em 2005, foi reeleito em 2008 com 79% dos votos válidos e completou seu primeiro mandato em 2012. Foi deputado estadual entre 2015 e 2016, depois de receber 94.174 votos, o quinto mais votado entre os 15 que se elegeram no PT, em 2014. Abandonou o cargo para retornar em 2017 ao comando da Prefeitura da cidade que mais amava e fazendo aquilo que melhor sabia fazer.

Em 2020, foi reeleito prefeito com larga vantagem, obtendo 52,05% dos votos válidos. O segundo colocado conquistou apenas 17,06% dos votos. Perugini, no entanto, não conseguiu dar continuidade ao mandato que já se tornava referência administrativa entre as cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC). No dia 1 de fevereiro foi internado no Hospital Samaritano de Campinas depois de testar positivo para a Covid-19. De lá, seguiu para um hospital de São Paulo onde veio à falecer na manhã desta quinta-feira.

Mais do que uma história, Perugini deixa um legado em Hortolândia e encerra o seu período como prefeito entre os 5 melhores da RMC.


Sete serviços com Alto Grau

No último levantamento realizado pela INDSAT em 2020, quando Hortolândia se encontrava sob o comando de Perugini, o município já se apresentava como o quarto melhor da RMC em Administração Pública, com 46% de aprovação e apenas 16% de rejeição. Porém, mais do que isso, quando assumiu em janeiro de 2017, Perugini recebia uma cidade entre os piores índices da região. No último trimestre de 2016, a Administração Pública de Hortolândia fechava aquele ano com apenas 25% de aprovação e 27% de rejeição. Era uma cidade que pedia por mudanças e via em Perugini a sua melhor oportunidade, o que o levou a abrir mão de seu mandato como deputado para disputar a eleição daquele ano.

Depois de enfrentar muitas dificuldades entre 2018 e 2019, quando foi obrigado a tomar medidas antipopulares para recuperar as contas públicas, Perugini alcançou em 2020 elevados índices de satisfação, fechando o ano com a Coleta de Lixo obtendo Grau de Excelência e outros sete serviços públicos (além da sua própria administração) com Alto Grau de Satisfação. São eles: Iluminação Pública, Abastecimento de Água, Limpeza Pública, Qualidade da Água, Qualidade de Vida, Merenda Escolar e Educação Pública Municipal. Os demais oito serviços públicos obtiveram Grau Médio de Satisfação.

A cidade se destacava em diversos setores. Era a quarta melhor merenda da RMC, a sexta em Saúde Pública, a quinta em Segurança Pública, a quarta em Coleta de Lixo, a primeira colocada em Limpeza Pública, a segunda em Iluminação Pública, a quarta em Qualidade do Asfalto, a terceira em Geração de Empregos e a segunda em Qualidade de Vida.

No final de 2020, o governo de Perugini registrava 46% de aprovação e apenas 16% de rejeição

Em todos os setores havia registro de evolução, obtendo índices acima da média da RMC. Perugini iniciava seu novo mandato com fortes expectativas de se tornar o melhor em diversos setores. Faltava muito pouco. Perugini deixa o Planeta Terra em seu melhor momento como prefeito. No instante que mais brilhava.

Recentes