top of page
WhatsApp Image 2024-05-02 at 10.50.59.jpeg
  • INDSAT

Institutos precisam rever metodologias nos Estados e no Brasil, afirma diretor da INDSAT

INDSAT acertou mais de 95% dos resultados das últimas eleições municipais utilizando-se de metodologia exclusiva

INDSAT já apontava forte evolução de Tarcísio de Freitas em diversas cidades de São Paulo - No gráfico, Tarcísio Salta de 17,5% para 30,5% entre agosto e setembro. Fenômeno se reproduzia em todo Interior.

As discrepâncias entre os resultados das urnas e os números apresentados pelos dois dos principais institutos de pesquisas do país são motivos que merecem atenção de todas as empresas que atuam no ramo de pesquisas.

Essa é a análise do empresário Paulo Ricardo Gomes, sócio-diretor da INDSAT, empresa que realiza hoje a maior pesquisa de satisfação de serviços públicos do país. Com mais de 20 anos de experiência no ramo de pesquisas, o empresário se mostrou preocupado com a falta de percepção do Ipec (antigo Ibope) e do Datafolha ao crescimento dos candidatos bolsonaristas em São Paulo, seja para o Governo do Estado quanto para o Senado.

Para ele, a simples aplicação do método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho da população estudada) em pesquisas de níveis estadual e federal não é o suficiente para garantir uma margem de erro adequada ao intervalo de confiança de 95%. “O método PPT é muito útil para pesquisas de âmbito municipal, quando você compreende de 5 a 10 regiões de um município, mas pode mascarar tendências quando você encontra um universo do tamanho de um Estado e do Brasil”, analisa ele.

De acordo com Paulo Gomes, há pelo menos três semanas a INDSAT vinha observando forte evolução de Tarcísio de Freitas ao Governo de São Paulo, garantindo uma tendência de reversão no dia da eleição em relação ao primeiro colocado Fernando Haddad. “Nos últimos dez dias, Tarcísio já vencia em todas as cidades do interior em que atuávamos com nossas pesquisas. Ele dobrou sua intenção de voto em um prazo de 15 dias. Porém, tanto o Datafolha quanto o Ipec não apresentavam essa evolução em seus números.

Ainda segundo Paulo Gomes esse crescimento de Tarcísio se repetia com a evolução de Jair Bolsonaro no Estado. “Nós já havíamos indicado aos nossos parceiros a vitória de Bolsonaro em São Paulo com pelo menos dez dias de antecedência, observando sua curvatura de crescimento, que também não foi observada pelos dois institutos”.

O empresário ressalta, no entanto, que o crescimento do Astronauta Marcos Pontes, na disputa pelo Senado, ocorreu apenas na última semana. “Ele vinha vagarosamente ganhando alguns pontos, mas foi na última semana que começamos alertar que ele viraria o jogo em cima de Márcio França”, destacou ele.

A INDSAT pretende lançar já no próximo ano pesquisas que apontem os indicativos de tendência conforme a movimentação da opinião pública. “Essa tendência, no entanto, somente será corretamente observada se a metodologia for bem aplicada. Está claro que tanto o Ipec quanto o Datafolha necessitam rever suas metodologias”, conclui ele.


INDSAT

A INDSAT utiliza-se de um sistema próprio e exclusivo de análise de satisfação dos serviços públicos e governos municipais. A partir deste parâmetro inovador lançado no último trimestre de 2016, o instituto consegue identificar a potencialidade de cada governo ou administrador junto ao seu eleitorado.

Foi a partir deste novo conceito de análise administrativa e potencialidade de candidaturas que a INDSAT acertou 95% dos resultados das eleições municipais de 2020 nas cidades que acompanhou.

Pelo índice INDSAT de análise de satisfação, 100% das administrações municipais que receberam Alto Grau de Satisfação nas pesquisas do 4º trimestre de 2020 reelegeram seus prefeitos ou elegeram os sucessores naquele ano. (Veja mais em: https://www.indsat.com.br/single-post/100-dos-prefeitos-com-alto-grau-de-satisfa%C3%A7%C3%A3o-no-indsat-se-reelegeram-ou-elegeram-seus-sucessores)

Da mesma forma ocorreu com os prefeitos candidatos que apresentavam Baixo Grau de Satisfação no índice INDSAT no trimestre da eleição. “Todos que tinham alcançado este índice perderam suas eleições”. (Veja mais em https://www.indsat.com.br/single-post/100-das-administra%C3%A7%C3%B5es-com-baixo-grau-foram-derrotadas-nas-elei%C3%A7%C3%B5es-2020).

De acordo com Paulo Gomes, o presidente Bolsonaro iniciou o ano com Baixo Grau de Satisfação no Estado de São Paulo, apresentando baixo potencial de voto. Em agosto, na maioria das cidades, o seu governo apresentava grau médio no índice INDSAT, aumentando para mais de 60% sua potencialidade de vitória no Estado. “Já em setembro, Bolsonaro registrava Alto Grau em várias cidades paulistas, o que para nós fortaleceu em muito a sua possibilidade de vitória em São Paulo”.

Comments


Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn Social Icon

Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos

© 2017 "Indsat - Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos"

bottom of page