Abastecimento de Água tem 92% de ótimo e bom em Hortolândia

26/04/2019

1ºTrimestre/2019

Serviço de responsabilidade da Sabesp é o melhor avaliado no município

O Abastecimento de Água de Hortolândia classificou-se como “ótimo” ou “bom” por 92% dos moradores. É o que aponta pesquisa realizada pela INDSAT no 1º trimestre deste ano. Do total, 19% disseram que o serviço prestado pela Sabesp é “regular” e 4% consideraram “ruim” ou “péssimo”. O levantamento ouviu 400 entrevistados.

O serviço prestado pela Sabesp (Saneamento Básico de São Paulo) é o melhor avaliado no município. Ao todo, 16 áreas diferentes são pesquisadas trimestralmente pela INDSAT. O estudo também mostrou quais moradores são os mais satisfeitos com o Abastecimento de Água de Hortolândia.

Índice de satisfação é de 792 pontos

 

Após levantar os resultados, a INDSAT utiliza critérios avaliativos de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo” para calcular o índice de satisfação dos serviços públicos. O instituto possui uma metodologia exclusiva de classificação. Em Hortolândia, o Abastecimento de Água chegou a 792 pontos e recebeu Alto Grau de Satisfação.

 

O índice registrado não é o maior já obtido. No 1º trimestre de 2017, o Abastecimento chegou a conseguir 800 pontos. No 2º trimestre de 2018, a conquista foi de 801 pontos. Nos demais levantamentos, os índices ficaram entre 785 e 798 pontos.

 

O Alto Grau de Satisfação é atribuído aos serviços públicos que recebem entre 650 e 799 pontos. Ao atingir 800 pontos, o setor passa a ser classificado com Grau de Excelência.

O Abastecimento está à frente de serviços como Coleta de Lixo e Iluminação Pública, que também apresentaram resultados satisfatórios neste trimestre. Metade das áreas analisadas receberam índices considerados altos.

 

Além de estudar a satisfação com a qualidade dos serviços públicos, a INDSAT também acompanha a movimentação político-eleitoral em 36 cidades. Até outubro de 2020, o instituto vai continuar divulgando os resultados da corrida para as Eleições Municipais.

 

Além das 15 maiores cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC), as 10 maiores cidades do Estado de São Paulo e 12 municípios do Aglomerado Urbano Piracicaba também fazem parte da cobertura trimestral.

 

 

 

 

Foto: Sabesp

 

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Em destaque

Asfalto é a 2ª pior área avaliada em Araras

27/05/2020

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo