6074_b_s2_indsat_970x250 (1).jpg
  • INDSAT

Paulínia obtém Alto Grau de Satisfação na luta contra a Covid

Governos federal e estadual têm mais de 40% de ruim e péssimo


JUNHO 2021 – CIDADE DE MÉDIO PORTE

Nas análises da INDSAT em Paulínia sobre a luta contra a Covid, o governo municipal recebeu as melhores avaliações dos moradores. / Foto: Divulgação PMP

A INDSAT realizou na primeira semana de junho uma pesquisa para coletar as avaliações dos moradores de Paulínia (Cidade de Médio Porte) a respeito das ações do governo federal, estadual e municipal na luta contra a Covid. O levantamento mostrou que tanto o governo do presidente Jair Bolsonaro quanto do governador João Doria receberam mais de 40% de ruim e péssimo. Já o governo municipal, representado pelo prefeito Du Cazellato, registrou aprovação de 52,7%. A pesquisa ouviu 400 moradores da CMP maiores de 16 anos, considerando margem de erro de 4,8% e intervalo de confiança de 95%.

O governo federal de Jair Bolsonaro recebeu 496 pontos em Paulínia, conquistando o Baixo Grau de Satisfação. A nota é um pouco menor que a média das CMP’s, de 499 pontos. A aprovação de 28,2% é a soma de 8,7% de ótimo e 19,5% de bom. A rejeição, de 50,1%, é formada por 11,3% de ruim e 38,8% de péssimo. No ranking doméstico da INDSAT, que avalia os três governos de acordo com a opinião dos moradores, o governo federal é o pior avaliado, ocupando o terceiro lugar.

Governo Estadual obteve 38,8% de péssimo

Representado por João Doria, o governo estadual recebeu avaliações ligeiramente melhores: 509 pontos, com Grau Médio de Satisfação e pontuação superior à média do agrupamento, de 473 pontos. A aprovação foi 26,1% (3% de ótimo e 23,2% de bom) e a rejeição de 43,9% (13,2% de ruim e 30,7% de péssimo), e posiciona a administração em 2º lugar no ranking doméstico INDSAT.

Governo Federal alcançou 30,7% de péssimo

Com o melhor desempenho entre os demais, o governo municipal de Du Cazellato atingiu 52,7% de aprovação (6% de ótimo e 46,7% de bom) e 17,3% de rejeição (9,1% de ruim e 8,2% de péssimo). A nota de 666 pontos de Paulínia na luta contra a Covid foi menor que as demais cidades do agrupamento, que alcançaram 680 pontos, mas ainda garantiu o Alto Grau de Satisfação e 1º lugar no ranking doméstico da INDSAT.


Péssimo do Governo Municipal ficou em apenas 8,2%

INDSAT

A INDSAT mede a satisfação de 16 serviços públicos, além da atuação dos governos municipal, estadual e federal. A partir dos critérios de “ótimo, bom, regular, ruim e péssimo”, obtém-se uma classificação que qualifica o município o conforme o grau de satisfação do serviço estudado, conforme a seguinte escala:


As cidades avaliadas pela INDSAT estão divididas em agrupamentos populacionais. São 3 agrupamentos: Cidades de Pequeno Porte (CPP) com até 100 mil habitantes, Cidades de Médio Porte (CMP) entre 100 mil e 400 mil habitantes e Cidades de Grande Porte (CGP) com mais de 400 mil habitantes.

Para classificação do número de habitantes de um município, a INDSAT utiliza como fonte de dados as projeções populacionais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e da Fundação Seade. Para 2021, a previsão é de que Paulínia alcance 106.781 habitantes, portanto, município integrante das Cidades de Médio Porte (CMP).

Recentes