top of page
10274_f_s8_banner-web_970x250_portais-pat (2).png
  • INDSAT

Capitã Lucimara assume Valinhos com a 4º pior Saúde da RMC

No último trimestre de 2020, a Saúde Pública de Valinhos era reprovada por 55% dos moradores


4º Trimestre de 2020

Foto: Divulgação Prefeitura de Valinhos

Já não bastasse a pandemia da Covid-19, a nova Administração Municipal de Valinhos terá ainda a difícil missão de reverter o assustador cenário no qual se encontra a Saúde Pública da cidade, que há dois anos está entre as piores em satisfação da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

Entre o último trimestre de 2018 e o último trimestre de 2020, o índice de satisfação da Saúde Pública valinhense manteve-se em Baixo Grau de Satisfação, flutuando sempre entre os cinco piores da RMC.

No quarto trimestre de 2020, a Saúde fechou com 463 pontos no ranking INDSAT, bem abaixo da média regional de 521 pontos. Enquanto que a maior parte dos municípios da RMC manteve a Saúde Pública com Grau Médio de Satisfação, Valinhos fechou o ano passado entre seus piores índices.


Movimentação da aprovação da Saúde de Valinhos desde 2016

Ao contrário do que se possa analisar, não foi a pandemia que provocou a queda dos índices de satisfação na cidade. Já no quarto trimestre de 2018, a Saúde local registrava 424 pontos na INDSAT. No melhor cenário de 2019, alcançou 439 pontos e em 2020, o melhor resultado foram 475 pontos.

A INDSAT mede a satisfação de 16 serviços públicos, além da atuação da Administração Municipal e da Câmara Municipal. A partir dos critérios de “ótimo, bom, regular, ruim e péssimo”, obtém-se uma classificação que qualifica o município o conforme o grau de satisfação do serviço estudado, de acordo com a seguinte escala:


· INDSAT abaixo de 350 pontos = Baixíssimo Grau de Satisfação.

· INDSAT entre 350 e 499 pontos = Baixo Grau de Satisfação.

· INDSAT entre 500 e 649 pontos = Grau Médio de Satisfação.

· INDSAT entre 650 e 799 pontos = Alto Grau de Satisfação.

· INDSAT a partir de 800 pontos = Grau de Excelência.


Rejeição de 55%

No último levantamento realizado pela INDSAT em Valinhos, em dezembro do ano passado, 55% dos moradores locais consideraram o serviço de Saúde Pública como ruim ou péssimo. Apenas 17% avaliaram-no como ótimo e bom. Um total de 28% considerou o serviço regular.

Entre os 16 serviços públicos avaliados na cidade, Saúde Pública é o segundo pior, à frente apenas da política de geração de empregos.


INDSAT amplia atuação no Brasil

A INDSAT cresceu e se tornou INDSAT Brasil. Agora todo município brasileiro pode participar dos estudos trimestrais de avaliação administrativa da INDSAT. São 16 serviços públicos avaliados por trimestre, além de pesquisas para deputado, prefeito, governador, presidente. A partir de 2021, as cidades serão divididas em agrupamentos populacionais, o que tornará o resultado mais justo quando comparadas em rankings. Serão 3 agrupamentos: - Cidades com até 100 mil habitantes - Cidades entre 100 mil e 400 mil habitantes - Cidades com mais de 400 mil habitantes. Até dezembro de 2020, a INDSAT agrupava seus municípios em 3 regiões: Aglomerado Urbano Piracicaba, Região Metropolitana de Campinas e as 10 maiores cidades do Estado de São Paulo, o que limitava a sua área de atuação a apenas 36 municípios paulistas. Com o novo formato, qualquer município brasileiro pode receber os estudos da INDSAT Brasil.

Mais informações serão apresentadas ao final do 1º Trimestre de 2021.

Comments


Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn Social Icon
bottom of page