• INDSAT

Aprovação do Transporte cresce em Piracicaba, mas rejeição é de 51,2%

Serviço é o terceiro pior avaliado no município e tem apenas 20,7% de ótimo e bom


MAIO 2021 - CIDADE DE GRANDE PORTE


Aprovação no Transporte Público aumenta, mas rejeição ainda é maior. / Foto: Divulgação PMP.

O Transporte Público de Piracicaba (Cidade de Grande Porte) tem mostrado uma contida evolução nas pesquisas realizadas pela INDSAT na primeira semana de maio.

De acordo com a opinião de 600 moradores piracicabanos maiores de 16 anos, o serviço recebeu aprovação de 20,7% (1,1% de ótimo e 19,6% de bom), mas ainda é menor que a rejeição, de 51,2% (23,4% de ruim e 27,9% de péssimo).

Apesar de exigir atenção por parte da Administração Pública, as avaliações são melhores que as registradas em novembro de 2020, quando a aprovação era de apenas 12,1% e a rejeição, 62,8%.


A melhora moderada nas avaliações reflete as melhorias observadas no serviço, como o aumento de linhas de ônibus em alguns bairros (como o Novo Horizonte), acréscimo de horários aos fins de semana em algumas linhas, o retorno do expediente completo dos ônibus, que voltam a atender passageiros até meia noite, e o reforço na higienização dos veículos para prevenir a disseminação de vírus.

Com uma nota de 485 pontos, o Transporte Público de Piracicaba se classifica com Baixo Grau de Satisfação. Mesmo com uma pontuação maior que as demais CGP’s, com média de 476 pontos, o transporte está posicionado como o 3º pior avaliado no ranking doméstico INDSAT, que avalia os 16 setores públicos da cidade. A pesquisa considera margem de erro de 4% e intervalo de confiança de 95%.

INDSAT

A INDSAT mede a satisfação de 16 serviços públicos, além da atuação dos governos municipal, estadual e federal. A partir dos critérios de “ótimo, bom, regular, ruim e péssimo”, obtém-se uma classificação que qualifica o município o conforme o grau de satisfação do serviço estudado, conforme a seguinte escala:

As cidades avaliadas pela INDSAT estão divididas em agrupamentos populacionais. São 3 agrupamentos: Cidades de Pequeno Porte (CPP) com até 100 mil habitantes, Cidades de Médio Porto (CMP) entre 100 mil e 400 mil habitantes e Cidades de Grande Porte (CGP) com mais de 400 mil habitantes.

Para classificação do número de habitantes de um município, a INDSAT utiliza como fonte de dados as projeções populacionais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e da Fundação Seade. Para 2021, a previsão é de que Piracicaba alcance 391.464 habitantes, portanto, município integrante das Cidades de Grande Porte (CGP).

Recentes