Asfalto de Mauá permanece com Baixo Grau de Satisfação

18/02/2019

4ºTrimestre/2018

A maior pontuação de 2018 da Qualidade do Asfalto de Mauá foi obtida justamente no fechamento do ano. Apesar de ser o maior, o índice do setor está longe de ser satisfatória. A pavimentação do município recebeu 453 pontos e fechou mais um levantamento com Baixo Grau de Satisfação.

 

Mauá recebe Baixo Grau em Qualidade do Asfalto desde o último trimestre de 2016. De lá para cá, os índices pouco variaram e a satisfação com o segmento analisado se permaneceu estabilizada. Em 2017, a área mostrou seu pior índice no 4º trimestre: 429 pontos. Já o maior índice foi registrado no 1º trimestre: 462 pontos.

 

Durante 2018, o segmento apresentou duas quedas consecutivas. A Qualidade do Asfalto apresentou sua menor pontuação no 3º trimestre. O índice voltou a crescer, mas ainda está à 47 pontos da zona do Grau Médio de Satisfação.

Enquanto o Baixo Grau de Satisfação é atribuído aos setores que têm entre 350 e 499 pontos, o Grau Médio é atribuído aos segmentos que registram de 500 a 649 pontos. As pontuações INDSAT vão de 200 a 1.000 pontos e são calculadas a partir de uma metodologia exclusiva de classificação baseada nos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo”.

 

O estudo mostra que 19% dos entrevistados consideram a Qualidade do Asfalto “ótima” ou “boa”, enquanto 21% dizem que é “regular”. “Ruim” e “péssimo” somaram 60%. Ao todo, 400 moradores participaram da pesquisa.

O levantamento mostrou que a insatisfação é maior entre pessoas que possuem de 31 a 50 anos de idade e menor entre moradores com mais de 50 anos. Entre pessoas com Ensino Médio, 66% reprovam a Qualidade do Asfalto

Além das pesquisas de satisfação, a INDSAT começou a divulgar os resultados das pesquisas para as Eleições Municipais de 2020. Ao todo, 36 cidades do Estado de São Paulo fazem parte da cobertura do instituto.

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Em destaque

Câmara de Vinhedo tem 25% de ótimo e bom e 22% de ruim e péssimo

06/12/2019

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo