5 serviços públicos têm Baixo Grau de Satisfação em São Paulo; 2 têm Baixíssimo Grau

26/10/2018

3ºTrimestre/2018

Em pesquisa realizada no 3º trimestre deste ano, a INDSAT constatou que cinco serviços públicos da cidade de São Paulo receberam Baixo Grau de Satisfação, enquanto outros dois foram contemplados com Baixíssimo Grau de Satisfação. Ao todo, o instituto avalia a aprovação de 16 segmentos no município. O levantamento ouviu 400 moradores.

 

O Baixíssimo Grau de Satisfação é atribuído aos setores que somam índices inferiores a 350 pontos. Se o segmento conquista entre 350 e 499 pontos, ele passa a ser classificado com Baixo Grau de Satisfação.

 

Guarda Municipal, Qualidade do Asfalto, Educação Pública Municipal, Saúde Pública e Trânsito foram contemplados com Baixo Grau de Satisfação. Já a Segurança Pública e a Geração Empregos são os piores segmentos avaliados por parte dos moradores.

 

Neste 3º trimestre, cinco serviços receberam Grau Médio de Satisfação e quatro conquistaram Alto Grau de Satisfação. O Grau Médio é atribuído aos segmentos que somam entre 500 e 649 pontos, enquanto o Alto Grau é a classificação dos setores que registram entre 650 pontos e 799 pontos.

 

43% reprovam o trabalho da Guarda Municipal

 

Um dos setores referentes a segurança pública, a Guarda Municipal já havia recebido Baixo Grau de Satisfação durante a segunda metade do ano passado, mas chegou a apresentar sinais de melhora nos dois primeiros levantamentos de 2018. No 1º trimestre, o setor havia recebido 513 pontos. Já no 2º levantamento do ano, a Guarda registrou 513 pontos. Agora, o índice é de 496 pontos.

 

Ao todo, 17% disseram que a Guarda Municipal está “ótima” ou “boa” e 41% responderam que está “regular”. “Ruim” e “péssimo” somaram 43%.

 

Mais da metade dos entrevistados estão insatisfeitos com a pavimentação

 

Outro segmento que fechou o trimestre com Baixo Grau de Satisfação foi a Qualidade do Asfalto. Esse setor sempre registrou índices entre 350 e 499 pontos. O setor obteve 445 pontos no 3º trimestre do ano passado e fechou 2017 com 424 pontos. Na primeira metade deste ano, as pontuações variaram entre 462 pontos e 468 pontos. Agora, a pavimentação tem 455 pontos.

 

A Qualidade do Asfalto registrou 15% de “ótimo” e “bom”, 29% de “regular” e 56% de “ruim” e “péssimo”.

 

Apenas 9% estão satisfeitos com a Educação

 

Apesar de ter conseguido manter Grau Médio de Satisfação durante todo o ano passado, a Educação Pública da cidade de São Paulo apresentou apenas baixos índices em 2018. Em 2017, as pontuações variaram entre 514 pontos e 549 pontos. Logo no 1º trimestre deste ano, porém, o segmento recebeu 487 pontos. Após registrar duas quedas, o índice chegou a 436 pontos no trimestre atual.

 

Do total de entrevistados, 9% disseram que a Educação está “ótima” ou “boa” e 37% afirmaram que está “regular”. A reprovação é de 54%.

 

Reprovação da Saúde Pública chega a 70%

 

A Saúde Pública de São Paulo sempre apresentou Baixo Grau de Satisfação. Nos primeiros levantamentos do ano passado, o segmento registrou 418 pontos e 405 pontos. No 3º trimestre de 2017, há exatamente um ano, a pontuação chegou a 363 pontos.

 

O índice fechou em 401 pontos no último trimestre do ano passado. No início de 2018, os índices pouco oscilaram. No atual trimestre, no entanto, a pontuação caiu para 376 pontos.

 

O segmento registrou 12% de “ótimo” e “bom”, 18% de “regular” e 70% de “ruim” e “péssimo”.

 

Índice de satisfação com o tráfego urbano é de 353 pontos

 

O tráfego urbano paulistano não apresentou novidades. Durante todo o ano de 2017, o Trânsito recebeu Baixo Grau de Satisfação, com índices oscilando entre 646 pontos e 690 pontos. Logo no começo de 2018, a pontuação caiu para 353 pontos. O índice teve um pequeno crescimento no 2º trimestre do ano, mas voltou a receber o mesmo índice do início do ano.

 

Do total de entrevistados, 5% disseram que o Trânsito é “bom”, 18% classificaram como “regular” e 77% responderam que o tráfego está “ruim” ou “péssimo”.

 

Segurança e Emprego têm Baixíssimo Grau de Satisfação

 

Enquanto a Segurança recebeu 349 pontos, a Geração de Empregos registrou 345 pontos. Ambos os segmentos foram classificados com Baixíssimo Grau de Satisfação, classificação atribuída aos setores que receberam índices inferiores a 350 pontos.

 

A Indsat analisa trimestralmente como está a percepção de segurança por parte dos moradores: a satisfação com essa área sempre foi considerada baixa. Neste trimestre, o setor apresentou sua segunda queda consecutiva. Agora, o índice é o menor já registrado na cidade: “ruim” e “péssimo” somaram 76%.

 

O pior setor avaliado em São Paulo, Geração de Empregos, fechou o 3º trimestre também com o menor índice já registrado no município. Em todo o ano passado e na primeira metade deste ano, o Emprego recebeu Baixo Grau de Satisfação. Agora, porém, o índice é considerado “baixíssimo”. Ao todo, o setor registrou 4% de “ótimo” e “bom”, 18% de “regular” e 78% de “ruim” e “péssimo”.

 

Para calcular o grau de satisfação dos serviços públicos, a Indsat possui uma metodologia exclusiva de classificação baseada nos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo”.

 

A Indsat também analisa os índices de satisfação de serviços como Merenda Escolar, Coleta de Lixo e Transporte Público. No último levantamento, o instituto apontou que os quatro melhores serviços avaliados no município são de iniciativa privada. A Indsat também estuda a satisfação com a Câmara Municipal e a Administração Pública.

 

São Paulo e as outras nove maiores cidades do Estado fazem parte da cobertura da Indsat. As 15 maiores cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e 12 cidades do Aglomerado Urbano Piracicaba também são pesquisadas trimestralmente.

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Em destaque

Coleta de Lixo tem Grau de Excelência em Iracemápolis

02/06/2020

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo