Educação Pública divide opiniões em Paulínia

06/09/2018

2ºTrimestre/2018

Nem boa nem ruim: regular. A satisfação com a Educação Pública Municipal de Paulínia está dividida entre os moradores. Enquanto 29% dizem que a área educacional no município é “ótima” ou “boa”, 26% afirmaram que é “ruim” ou “péssima”. As avaliações “regulares” ficaram em 45%.

A INDSAT ouviu 400 entrevistados em Paulínia. O levantamento também apontou o perfil dos moradores que opinaram sobre a Educação. Quando levada em conta a faixa etária dos entrevistados, a aprovação da Educação Pública é maior entre pessoas de 31 a 50 anos de idade e menor entre moradores com mais de 50 anos.

Atualmente, a Secretaria de Educação de Paulínia é comandada por Luciano Ramalho. Além da Educação, INDSAT mede os índices de satisfação com outros 15 serviços públicos prestados em Paulínia.

 

Índice de satisfação

 

Para calcular os índices de satisfação, a INDSAT possui uma metodologia exclusiva de classificação baseada nos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo”.

 

Neste trimestre, a Educação Pública Municipal de Paulínia recebeu 587 pontos e Grau Médio de Satisfação. Esse é o menor número registrado há um ano.

 

No 1º trimestre de 2017, a Educação chegou a receber 629 pontos. Ao longo do ano, os índices de estabilizaram e o segmento encerrou 2017 com 626 pontos. Em 2018, a Educação se iniciou com 614 pontos.

 

 

 

Foto: Prefeitura de Paulínia

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Em destaque

Abastecimento de Água é aprovado por 63% em Cosmópolis

12/12/2019

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo