2 - Indsat-970x250.jpg
  • INDSAT

Governo de Dixon em Paulínia é o 2º pior da RMC

2ºTrimestre/2018

Foto: Divulgação

Com 66% de ruim e péssimo, 409 pontos de Indsat e Baixo Grau de Satisfação, a Administração de Dixon de Carvalho (PP) em Paulínia só não é pior que o governo do Dr. Orestes em Valinhos. Mas já foi.

Dixon chegou a começar o ano de 2018 sendo avaliado com o pior da Região Metropolitana de Campinas (RMC) depois de passar todo o ano de 2017 na penúltima colocação. Desde o início da série história de avaliação das administrações municipais, Paulínia só não esteve entre os dois piores governos no último trimestre de 2016, na primeira rodada de pesquisas da Indsat. Na ocasião, no entanto, a cidade era administrada por José Pavan Júnior (PSDB) e ocupava a nona colocação entre as 15 cidades que compõem o ranking.

Por apenas 559 votos de diferença, Dixon tirou de Pavan o comando da prefeitura de Paulínia nas eleições municipais de 2016. Foram contabilizados 17.798 votos para Dixon contra 17.239 votos de Pavan. Porém, desde que assumiu o governo, Dixon não conseguiu alcançar o desempenho de seu antecessor no comando da Prefeitura.

Pavan deixou o governo de Paulínia com 557 pontos no ranking Indsat e Grau Médio de Satisfação. No primeiro trimestre do governo Dixon, o nível de satisfação já havia caído para 522 pontos e despencou para 470 no trimestre seguinte. No início de 2018, alcançou seu pior resultado: 401 pontos.

Instabilidade Administrativa