Em Nova Odessa, mais da metade reprova a Geração de Empregos

19/03/2018

Setor registrou Baixo Grau de Satisfação e é considerado o pior serviço da cidade

 

 

 

A cidade de Nova Odessa fechou 2017 com 52% de reprovação em Geração de Empregos. É o que aponta pesquisa realizada pela Indsat durante o último trimestre do ano passado. Com esse resultado, a Geração de Empregos é considerada o pior setor da cidade.

 

Pela metodologia Indsat, a Geração de Empregos de Nova Odessa recebeu 499 pontos e Baixo Grau de Satisfação. Se o setor conseguisse mais um ponto, a cidade se enquadraria no Grau Médio de Satisfação. O segmento foi o único a receber menos de 500 pontos.

 

Do total de entrevistados, 16% responderam que a Geração de Empregos está “ótima” ou “boa” e 32% disseram que está “regular”. Os mais insatisfeitos são os entrevistados do sexo masculino: 55% avaliaram a criação de postos de trabalho de forma negativa. Mesmo com Baixo Grau de Satisfação, o índice é o maior já registrado pela Indsat.

 

No início do ano, apenas 7% aprovaram a Geração de Empregos em Nova Odessa. Nessa época, a pontuação era de 428 pontos. A aprovação subiu para 11% no 2º trimestre e 12% no 3º trimestre. O setor analisado pela Indsat está atrás de Segurança Pública, Qualidade do Asfalto e Saúde Pública.

 

 

 

 

De acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o saldo de contratações da cidade foi positivo nos três primeiros trimestres do ano. De outubro a dezembro, porém, Nova Odessa registrou um saldo negativo de 240 postos. Como resultado, mais da metade dos moradores passaram a reprovar a Geração de Empregos da cidade.

 

 

 

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Em destaque

Abastecimento de Água é o 2º melhor serviço avaliado em Limeira

30/06/2020

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn Social Icon

Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos

© 2017 "Indsat - Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos"