Satisfação com a Segurança é alta em 2 de 15 cidades da RMC

14/02/2018

 

Duas cidades da Região Metropolitana de Campinas receberam Alto Grau de Satisfação em Segurança Pública no fechamento de 2017. Indaiatuba e Jaguariúna registraram mais de 650 pontos pela metodologia Indsat e ocupam as primeiras posições no ranking das 15 maiores cidades analisadas na RMC. A pesquisa foi realizada no último trimestre do ano passado.

 

Indaiatuba, a líder do ranking, registrou 711 pontos e 61% de aprovação no fechamento do ano. A cidade foi a única a receber mais de 700 pontos e obteve um crescimento de 33 pontos em comparação ao 3º trimestre. Além das avaliações positivas, a líder recebeu 31% de regular e 8% de ruim e péssimo.

 

No início do ano, Indaiatuba já era a primeira colocada Segurança Pública. Naquele período, o município havia obtido 673 pontos. O número caiu levemente no 2º trimestre, já que a reprovação chegou a 17%. Os índices começaram a melhorar no levantamento seguinte e agora o número é o maior já registrado pela Indsat.

 

 

 

Após obter o maior número já registrado pela Indsat no 3º trimestre, Jaguariúna demonstrou queda nos índices de satisfação com a Segurança Pública. Apesar disso, os resultados não foram suficientes para tirar a cidade da vice-liderança. Metade dos moradores avaliaram o segmento de forma positiva, totalizando 654 pontos.

 

O número obtido nesse trimestre não foi o menor já registrado. No 2º levantamento do ano, Jaguariúna chegou a ter 637 pontos. Mesmo assim, a cidade já se encontrava na segunda posição do ranking, logo atrás de Indaiatuba. No final do ano passado, Jaguariúna registrou 19% de “ruim” e “péssimo”.

 

 

 

Valinhos precisa de cinco pontos para atingir Alto Grau de Satisfação

 

Com 48% de aprovação, Valinhos fechou 2017 no 3º lugar do ranking. A cidade não conseguiu Alto Grau de Satisfação porque obteve cinco pontos a menos que o necessário. Apesar disso, a cidade obteve o maior número já registrado. Do total de entrevistados, 31% responderam que a Segurança Pública está “regular” e 21% disseram que está “ruim” ou “péssima”.

 

Valinhos conquistou o melhor número já registrado neste trimestre. No início do ano, a cidade obteve 637 pontos, mas a pontuação caiu no levantamento seguinte. Na segunda metade de 2017, o índice cresceu duas vezes consecutivas. A cidade pode conquistar Alto Grau de Satisfação no próximo trimestre caso ela mantenha o ritmo.

 

 

 

Cinco cidades da RMC subiram no ranking de Segurança Pública

 

Além de Valinhos, outras quatro cidades demonstraram evolução no ranking geral de Segurança Pública. Americana, que era a 10ª colocada na pesquisa do 3º trimestre, subiu duas posições no fechamento do ano. Do total de americanenses entrevistados, 32% aprovam a Segurança do município.

 

Santa Bárbara d’Oeste também apresentou melhora nos índices de satisfação e conseguiu 37% de “ótimo” e “bom” nesse trimestre. Com 47 pontos a mais conquistados em comparação ao último levantamento, a cidade subiu uma colocação no ranking e tem pontuação acima da média geral das 15 cidades.

 

Apesar de ocupar apenas a 12ª posição, Cosmópolis já demonstrou crescimento no índice calculado pela Indsat. O município era o 14º colocado durante 2017, mas apareceu em 12º lugar após sair do Baixo Grau de Satisfação. Agora, Cosmópolis registrou 518 pontos.

 

Boa colocada entre as 10 maiores, Campinas é a penúltima no ranking da RMC

 

Além das cidades da RMC, o município de Campinas também é comparado com as 10 maiores cidades do Estado de São Paulo. Em análise feita pela Indsat, publicada no mês passado, a cidade ocupou a 3ª colocação no ranking de Segurança entre os maiores municípios do Estado. Quando comparada com as 15 cidades da RMC, porém, Campinas é apenas a penúltima colocada.

 

Dezoito por cento dos entrevistados de Campinas avaliaram a Segurança de forma positiva, enquanto 43% reprovaram o setor. Em relação ao 3º trimestre, entretanto, a cidade conseguiu subir uma colocação no ranking da RMC por ter saído do Baixo Grau de Satisfação. Agora, Campinas está à frente de Sumaré.

 

Mesmo com melhora no índice, Itatiba e Hortolândia caíram no ranking

 

Itatiba foi uma das cidades que apresentaram queda no ranking. Apesar de ter obtido 10 pontos a mais que no 3º trimestre, o índice foi insuficiente para ao menos manter o município na 7ª colocação. A cidade apareceu em 9º lugar no fechamento do ano, com 576 pontos. É o maior número já registrado pela Indsat.

 

Outra cidade que caiu no ranking foi Hortolândia. O município também saiu do Baixo Grau de Satisfação, mas é apenas o 13º colocado na lista da RMC. Sumaré, que passou 2017 oscilando entre a 11ª e a 13ª posição, foi parar na última colocação no final do ano. Vinhedo e Monte Mor também caíram no ranking.

 

 

 

 

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Em destaque

Asfalto é a 2ª pior área avaliada em Araras

27/05/2020

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo